23 de mar de 2009

Órgão de Tubos - sua origem

Preguntaram-me um vez sobre a origem dos Órgãos de Tubos, um dos instrumentos musicais mais antigo da humanidade. Este foi o primeiro instrumento de teclas. Bom.... Ctesíbio de Alexandria, um engenheiro grego, apresentou instrumento hidráulico que funcionava dentro de uma caixa de água onde havia duas bombas de ar. Este órgão hidráulico possuía um grande teclado e, de 8 a 10 tubos. Isso ocorreu no século III a.C. Contudo, algumas literaturas registram o nome de Jubal, inventor da harpa e da flauta, filho caçula de Lameque e Ada, como também sendo um dos precursores da invenção do Órgão. Ainda há que citar os hebreus que, talvez, fizessem uso de algum instrumento semelhante ao principio mecânico do Órgão. Outro nome que contribuiu para essa história foi Arquimedes, que teria inventado o primeiro Órgão de tubos, cerca de 229 anos antes de Cristo. Todavia, em vários registros históricos o nome mais citado é o de Ctesíbio.

O Órgão é um aerofone de teclas, que produz sons através da passagem de ar comprimido em tubos de diferentes tamanhos. Assim, dizer “órgão de tubos” refere-se a um pleonasmo, o mesmo que dizer “piano de cordas”. Usa-se essa terminologia para o distinguir dos demais Órgãos Eletrônicos provenientes da evolução tecnológica. Considerado o Órgão um dos instrumentos mais complexos e completos. Tal instrumento destaca-se na litúrgia cristã, tanto na Igreja Católica como nas Igrejas Protestantes. Johann Sebastian Bach foi um grande compositor clássico que muito utilizou esse intrumento, considerado um “virtuose” organista e um dos maiores nomes da música sacra barroca; oriundo de uma família de músicos, na cidade de Vienna.

Wellerson

Fontes: Dicionários de Instrumentos Musicais, Wikipédia, Meloteca (Organoteca)

Nenhum comentário: